Archive for the 'Utilidade Pública' Category

27
out
10

Descubra sua idade interior

Galera, achei um site muito legal para descobrir sua idade interior.
É muito bem feito e divertido…  Não vou falar muito se não perde a graça.

Acessem http://www.idadeinterior.com.br/

Anúncios
27
out
08

Cadê a fiscalização? E bafômetro?

Oi galerinha, tranquilo?
Nesse fim de semana fui para uma festa de aniversário em uma cidadizinha do interior do Ceará chamada São Luiz do Curú.
Pois bem, fui sábado no início da noite, por volta das 18hs e cheguei lá perto das 20hs. Fui devagar com calma, pois algus trechos do caminho eram muito ruins, a viajem demorou mais que o esperado por causa disso, sem contar que ainda andeis uns 10km em estrada de areia e terra (me senti num rally).
Voltei domingo, chegando em Fortaleza por volta das 17hs (não bebi nada o dia todo).
Ao todo, mais ou menos 200km de viajem.
Considrero que esses horários são os de maior movimento devido ser um fim de semana, e pergunto, imaginem por quantas fiscalizações passei?
Apenas uma, quando voltava, a mais ou menos 70km de Fortaleza, na via de acesso ao município chamado Paracurú, e detalhe, sem bafômetro.
Não consigo entender como o governo quer trabalhar assim, pois, se eu tivesse ido por outro caminho, garanto que não teria visto nenhuma blitz.
Vejo que os poucos que vacilam são pegos e que pagam a por muitos que bebem e dirigem.
Conheço várias pessoas que bebem e dirigem, inclusive viajando, e nunca foram pegos.
Como o governo impõe uma coisa que eles não conseguem fiscalizar?
Deixo aí o texto para que possamos refletir um pouco…

07
out
08

Jovens enfrentam ofensas e violência no mundo virtual

Eu estava lendo a Folha on Line e me deparei com essa matéria. Incrível como esse tipo de coisa tão primitiva ainda acontece, e o mais irônico é que é no meio tecnológico.
Eu sempre digo que o ser humano não muda, o que muda é a tecnologia, e essa matéria apenas fortifica minhas palavras.
É, fico preocupado pois tenho filhos, e realmente não quero que isso aconteça com eles, e muito menos que eles façam esse tipo de coisa.

Por RAFAEL BALSEMÃO
da
Revista da Folha

Alice* tinha 17 anos e cursava o segundo ano do ensino médio no Colégio Faap, em Higienópolis, zona oeste. Estava há dois anos na escola quando fez uma descoberta chocante. Haviam sido criadas anonimamente duas comunidades no Orkut contra ela: “Eu odeio a tosca da Alice”, destinada, segundo descrição da página, “a todos que odeiam essa menina que se acha!”, e uma outra com referências preconceituosas ao Estado de origem de sua mãe.

Diante do teor dos ataques, a família da estudante achou melhor tirá-la do colégio. Na nova escola, descobriu que a história tinha se disseminado. A solução foi mandar Alice para fora do país, em um programa de intercâmbio, enquanto eram tomadas providências legais para a retirada das páginas do ar e o rastreamento do autor ou dos autores.

Alice estava no centro de um caso de “bullying” virtual ou “ciberbullying”,

Para ler a matéria completa acesse http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u452864.shtml

01
out
08

Eu trabalho é para viver.

Por que levantei esse tema? Poxa, vemos diariamente pessoas se matando de trabalhar com o seguinte argumento:
“Trabalho muito para poder aproveitar depois.”
Eu sempre digo, que eu trabalho é para viver e não vivo para trabalhar.
Todos nós merecemos o devido descanso!
Eu trabalho a semana toda, à noite faculdade e nos fins de semana eu aproveito para descansar um pouco. Vou namorar, curtir meus filhos, passear e se der tomar minha cervejinha por que é de lei.
Certo que às vezes fico de plantão, com o celular da empresa para caso aconteça alguma coisa eu possa resolver, mas isso é apenas uma vez por mês. É aceitável que por motivos de atraso ou outra coisa você precise trabalhar no fim de semana. Mas trabalhar direto? Nunca! Conheço pessoas que tem à hora de chegar mas não tem hora de sair, trabalha todos os fins de semana e tudo. Aí eu pergunto: -Para quê?
Para ter dinheiro no bolso e não poder usufruir? Para viver estressado? De que vale morrer de trabalhar? Todos nós sabemos que empresa nenhuma vai te dar dinheiro a mais só porque você é um funcionário que dá o sangue pela empresa. Quando a coisa apertar você poderá ser um dos convidados a se retirar da empresa, e aí? De que adiantou?
Outra coisa, essa questão de ter uma velhice tranqüila! Ah qual é pessoal? Por que não podemos nos divertir agora dentro dos limites de cada um? Por que temos que está trabalhando quando seus amigos estão passeando, seus parentes sentem sua falta, quando seus filhos vão crescendo e você nem acompanha?
Há outras coisas importantes além do trabalho. O trabalho é apenas um meio para que você tenha uma vida melhor.

Pense nisso…

26
set
08

Talidomida – medicação de muitos riscos.

Atendendo ao nosso caro leitor Roque Barros, vamos falar hoje de Talidomida.
Mas, o que é Talidomida? Confesso que até ler o comentário do Roque na sabia da existência da mesma, então resolvi pesquizar.

Segundo o Wikipédia:

“A talidomida (C13H10N2O4) é uma substância usualmente utilizada como medicamento sedativo, anti-inflamatório e hipnótico. Devido a seus efeitos teratogénicos, tal substância deve ser evitada durante a gravidez, pois causa malformação ou ausência de membros no feto.”

Aí é que vem o “Q” da questão, esse produto químico, segundo lí, é muito eficiênte no tratamento de hanseníese,  tratamento dermatológico entre outros.

Esse produto foi liberado pelo governo:
“ISSN 1810-0791 Vol. 2, Nº9
Brasília, agosto de 2005
Uso racional de medicamentos:

A volta da talidomida:
qual é a evidência?
Lenita Wannmacher*
Página 1: A volta da talidomida: qual é a evidência?
Resumo
Após sua retirada do mercado em 1961, a talidomida voltou à literatura médica na última década, exibindo propriedades antiangiogênicas, antiinflamatórias e imunomoduladoras com potencial utilidade numa gama de indicações clínicas, como doenças reumáticas, neoplásicas, dermatológicas, hematológicas, inflamatórias, AIDS, caquexia, insuficiência cardíaca, meningite tuberculosa e outras. Até agora, as evidências construídas sobre seu real benefício são pobres e iniciais, sendo aqui discutidas. As doenças em que se indica talidomida são graves e de prognóstico reservado, o que poderia justificar o emprego de um medicamento com tão sério risco potencial. De toda a forma, seus efeitos adversos (sonolência, constipação, trombose venosa profunda e neuropatia periférica) devem ser cuidadosamente monitorizados, a fim de estabelecer criterioso balanço entre risco e benefício.”

Fonte: Portal Saúde

A talidomida é extremamente perigosa ao bebê bem NO INÍCIO DA GRAVIDEZ, quando a mulher geralmente AINDA NÃO SABE QUE ESTÁ GRAVIDA. Por isto esta medicação não deve ser usada NUNCA por mulheres que possam estar grávidas ou engravidar. É muito triste, mas sabemos que ainda nos dias de hoje nascem crianças com defeitos graves porque mulheres não foram corretamente orientadas e usaram esta medicação sem saber que estavam grávidas. Naqueles casos muito excepcionais em que é extremamente necessário que uma mulher use a talidomida, ela deve estar fazendo uso de pelo menos dois tipos de anticoncepcionais e ter teste de gravidez negativo.  Ela deve conversar muito com o médico antes de tomar o medicamento e saber dos riscos e como evita-los. A talidomida não tem efeito em longo prazo, isto é, depois que a mulher pára de usar a medicação ela pode engravidar normalmente. Se um homem está usando a talidomida deve se assegurar que ninguém a não ser ele use o medicamento.


O uso da Talidomida no Brasil é regulamentado pela Portaria SVS/MS nº 354, de 15.08.97. No Rio de Janeiro, no ano de 2000, foi editada a Resolução SES nº 1504, de 15 de junho de 2000, no sentido de criar um Grupo Técnico de Trabalho para Implantação de Protocolo Terapéutico de Utilização da Talidomida. Pouco se sabe do uso da Talidomida no Brasil. Segundo conta, a Talidomida, por força da Portaria nº 354, é proibida para mulheres em idade fértil em todo o território nacional.

Fonte: Wikipedia

20
set
08

Aprendendo a blogar

É caríssimos, sei que aos sábados não posto mas precisava falar, terei menos posts a partir de hoje, mas garanto que serão mais interessantes. O que ouve? Eu não sabia blogar! Apesar de achar legal e já ter feito isso antes, descobri ontem que fazia tudo errado (ha! ha! ha! ha! ha! pode uma coisa dessas?) mas é vivendo e aprendendo. Mas como sou do mundo da tecnologia, descobri também que se aprende todos os dias e que devemos aprender com nossos erros (melhor mesmo é nem errar, mas enfim).

Ontem postei sobre o novo messenger na matéria Review do Windows Live Messenger 9 Beta que achei no WinAjuda, eu simplismente li tudo, adorei, copiei, colei e dei os créditos. Poxa, achei que fiz certinho pois estava dizendo quem era o autor de post e tal. Mas estava enganado, o Rodrigo P. Ghedin do WinAjuda entrou em contato comigo, pediu para corrigir algumas coisas no post pois ele era o autor, por isso editei, conversamos por e-mail e eu disse que estava começando o blog agora e que iria corrigir sem problemas, pois quero parceiros e não inimigos na internet, agradeci as dicas e corrigi o post. Como ele viu que eu era novato ele me deu uma força. Me encaminhou um link sobre como seguir os passos corretos em um blog.

Ele me disse exatamente o seguinte por e-mail:

“Fico feliz quando encontro novatos que reconhecem que errou. É algo raro e digno de valor. Parabéns! :-). A propósito, como você se mostrou bastante interessado em aprender como funciona essa coisa de blog, recomendo a leitura da apostila “Bê-a-blog”, escrita por uma blogger experiente, repleta de dicas interessantes para quem está começando. O endereço é este:
http://blosque.com/2008/08/be-a-blog-download-gratis-blogs-pelados-e-sem-roupa-de-gratis.html

Aguardo as alterações no artigo, e de antemão, agradeço-o pela compreensão e presteza.
[]’s!
Rodrigo P. Ghedin.”

Ainda estou lendo o artigo, por que não dizer o livro! Tem muita coisa legal lá que muuuito em breve estarei aplicando junto com a Chris em nosso blog Yupi 3000!. E digo mais, todos que querem começar um blog, antes de mais nada, leia esse artigo.

Mais uma vez agradeço ao (agora parceiro e quem sabe um dia amigo) Rodrigo P. Ghedim pela força e paciência. Quero agradecer também, mesmo sem conhecê-la, a Nospheratt do Blosque.com por ter se dado ao trabalho a ajudar pessoas que ela nem mesmo conhece (como eu) a fazerem o blog da maneira correta.

Só quem vai sair ganhando é você caro leitor, que vai ter um conteúdo mais organizado e direcionado.

Um abraço.

19
set
08

7 conselhos úteis, que são absurdos porque ninguém segue.

Postado por Isaias Malta em Blogpaedia-Respostas

1- Finja-se de louco diante da onça.

Situação: Você topa com uma onça enfurecida, estando desarmado.

Conselho: Faça movimentos desordenados, e fale coisas desconexas. Aja como um louco, mas não tente fugir, nem se encolha, nem demonstre medo, nem dê as costas para a bixa.

Realidade: A última coisa que você vai fazer é ter sangue frio para se fingir de louco, pois a sua primeira reação vai ser sair em correndo em disparada e, é claro, a onça vai te pegar.

2- Fale a verdade para a mulher braba.
Situação: Você chega da balada bêbado, depois de ter esticado a noitada num bordel, a sua mulher vai estar te esperando pronta para quebrar o maior pau.

Conselho: Conte toda a verdade. Não tente mentir porque aí sim ela vai desconfiar. Como toda a mulher é desconfiada, ela nunca vai acreditar que você está falando a verdade e vai te deixar entrar e dormir em paz.

Realidade: Você nunca vai conseguir controlar o seu impulso de mentir estando meio bêbado, fim de noite, cansaço, ressaca, fendendo a perfume barato, etc. Vai mentir pelos cotovelos e levar uma merecida surra da patroa.

3- Não reaja em assaltos.

Situação: A clássica situação, você para num semáforo e um vagabundo encosta um cano na sua janela gritando: “Perdeu!”.

Conselho: A polícia aconselha – não faça movimentos bruscos, nem fique nervoso, nem reaja, nem corra, nem tente dominar o assaltante, nem fuja, nem levante os braços. Fique parado aguardando ordens.

Realidade: A polícia acha que você tem nervos de aço, não tem estresse, não tem problemas psicológicos e sabe gerenciar crises. Muitos casos de assalto deste tipo terminam em mortes e feridos porque as vítimas se assustam e fazem movimentos bruscos. O ladrão, normalmente empedrado de droga, interpreta qualquer gesto brusco como reação e manda bala.

4- Não ligue luz, nem fogão em vazamento de gás.
Situação: Você chega em casa a e percebe um grande cheiro de gás.

Conselho: quando isto acontece JAMAIS acenda a luz, porque até uma simples faísca gerada pelo interruptor elétrico pode detonar uma explosão. A melhor coisa a fazer é abrir todas as portas e janelas e deixar o ar circular durante, pelo menos, meia hora.

Realidade: As pessoas sempre acendem as luzes e vão direto para a cozinha para acender o fogão e ver se ele está funcionando. Nos casos de incêndios deflagrados por vazamento de gás, quase sempre são os moradores que detonam a explosão, ligando lâmpadas, ou acendendo o fogão.

5- Bata no fucinho do Pit Bull.
Situação: Você está caminhando tranqüilamente por uma rua e, subitamente, um Pit Bull voa na direção do seu querido pescoço.

Conselho: Encontrei um conselho hilário para resolver isto.
Para proteger o seu pescoço, jogue seu braço na direção da bocarra do bixo. O cão vai se grudar no seu braço. Você necessariamente deve estar perto de um muro. Então, erga o braço com o Pit Bull pendurado nele e lance-o para o outro lado do muro. Logicamente que o Pit Bull vai continuar firmemente agarrado as suas amadas carnes. Esta é hora de você usar o método que vai fazer o Pit Bull largar o seu braço: dê um soco no focinho dele.
Ora, sabemos que o focinho do cachorro é a sua parte mais dolorosa, o que vai fazer com que ele largue abruptamente a sua presa, você. Como ele vai cair do outro lado do muro, respire aliviado que você está a salvo!

Realidade: se você for atacado por um Pit Bull, então é provável que você pertence ao grupo de risco das vítimas potenciais – idosos, crianças, doentes, debilitados, deficientes físicos e mentais, etc. Ou seja, a única coisa útil que você vai poder fazer é jogar o braço e rezar para que apareça ajuda, porque vale mais perder um braço do que a jugular.

6- Não mova uma vítima de acidente.
Situação: Você se depara com um acidente de carro com vítimas e tenta ajudá-las.

Conselho: Jamais remova a vítima de onde ela estiver, a menos que seja uma situação de total emergência, do tipo, veículo pegando fogo ou prestes a cair num precipício.

Realidade: As pessoas que ficaram paraplégicas por acidentes de trânsito contam histórias parecidas: foram removidas por populares, que tinham a boa intenção de ajudar. Quando o acidentado não é movimentado sob os cuidados de um profissional socorrista, as suas lesões na coluna cervical podem se agravar enormemente ao ponto de causar o rompimento da medula. Depois que o sujeito se acidentou, a vida dele não depende mais de uma questão de tempo e sim da ajuda especializada de pára-médicos equipados com macas imobilizadoras e coletes cervicais.
Enquanto o socorro não vem, você pode ajudar afrouxando as roupas da vítima, liberando qualquer coisa que a esteja apertando, ou a impedindo de respirar e colocando alguma coisa em baixo da sua cabeça para lhe trazer maior conforto.

7- Não obrigue os outros a fumar junto com você.
Situação: você fuma e não vai parar, achando que o problema é só seu.

Conselho: O Ministério da Saúde adverte que fumar é prejudicial à saúde, mas ao mesmo tempo, ele não adverte que toda a cadeia de morte do tabaco é financiada pelo Governo. Este é o conselho mais hipócrita de todos, você fuma pagando toneladas de imposto que o governo ganha das empresa tabageiras – e depois quer provar que você está errado.

Realidade: você continua fumando porque ninguém tem nada a ver com isto, certo? Se você acha que isto é um bom pretexto, saiba que está condenando ao câncer e ao enfisema pulmonar os seus familiares, seus amigos, seus colegas de trabalho, enfim, todos aqueles que convivem com você diariamente num raio de até 10 metros, que são obrigados a respirar o mesmo ar que você viciou.




Páginas

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Blog Stats

  • 213,828 hits