Posts Tagged ‘filme

15
jan
09

Realidade imita ficção – Gattaca começa

A matéria é: Nasce o primeiro bebê britânico sem o gene do câncer de mama.

Vamos lá, vou explicar. Alguns anos atrás eu assisti o filme Gattaca, um filme que fala de genética. É o seguinte, se você nasceu com escolha genética, ou seja, espermatozóides e óvulos previamente escolhidos terá um futuro brilhante, mas se você foi gerado na maneira convencional, seu maior cargo de emprego será garí ou faxineiro.

O filme Gattaca – A Experiência Genética, de Andrew Niccol (1997) é um caso exemplar. Apesar de ser um filme de ficção-científica deixa gattaca1claro sua intertextualidade. A partir de um certo momento, Gattaca parece se tornar um filme policial ou de suspense quando a trama narrativa se desloca para a busca do assassino de um dos diretores da corporação Gattaca. No desenrolar da trama, todo o suspense se concentra no personagem Vincent Freeman, um Inválido condenado pelo seu código genético a tarefas degradantes (Freeman significa, literalmente, “homem livre”).

A sociedade de Gattaca está dividida em duas “classes sociais”, os Válidos, os “filhos da Ciência”, produtos da engenharia genética e da eugenia social, e os Inválidos, os “filhos de Deus”, submetidos ao acaso da Natureza e às impurezas genéticas. Gattaca retrata uma sociedade de classe cuja técnica de manipulação do código genético tornou-se prática cotidiana de controle social. Vincent é um jovem ambicioso, que almeja ir além do seu destino genético e decide assumir a personalidade de Jerome Morrow, um Válido que, em virtude de um acidente, ficou paralítico. Utilizando os serviços clandestinos de um “pirata genético”, Vincent clona os registros genéticos de Jerome. Sua ambição é driblar as restrições de classe e se integrar na elite intelectual e moral de Gattaca e realizar seu maior sonho: ir para o planeta Titã, satélite de Júpiter (seria uma alegoria de fuga do sistema do capital, de agudo cariz regressivo, tal como um "retorno ao útero materno"?).  Leia mais.

_944774_insemination150Pois bem, aí leio a matéria:

Nasce o primeiro bebê britânico sem o gene do câncer de mama

Casal optou por embrião selecionado para não ter o gene BRCA1, que aumenta em muito o risco da doença

LONDRES – Primeiro bebê britânico selecionado geneticamente para não ter o gene do câncer de mama nasceu em Londres, informou o hospital do University College. Leia mais.

Sabe, tudo isso me espanta, em breve estaremos vivendo Gattaca. Imagine vivermos dessa maneira? Imagina vivermos seguindo somente nossas vontades, e a natureza? Como fica?
Não sei, mas realmente tenho medo disso…

Anúncios
12
jan
09

O Dia em que a Terra Parou

Tem alguns tipos de filme que gosto muito, e alguns atores também, apesar de não ir muito com a cara do Keanu Rives, gosto da maioria dos filmes interpretados por ele, e esse promete.

Nesse filme o diretor vindo do gênero terror (Hellraiser 5 – Inferno) e do drama sobrenatural (O Exorcismo de Emily Rose), Scott Derrickson comanda O Dia em que a Terra Parou, uma refilmagem da ficção científica de 1951 baseada no conto de Harry Bates.

“Ao contrário do filme original, dirigido por Robert Wise, o alienígena Klaatu (Keanu Reeves) e seu acompanhante, um robô gigante e muito poderoso, desembarcam em Nova York, em pleno Central Park. No filme de 1951, isto acontecia em Washington, D.C.

Também é mantido o nome da principal personagem feminina, Helen Benson (Jennifer Connelly, de Diamante de Sangue), aqui uma respeitada astrobióloga. Como no filme de 1951, ela tem um filho, na verdade um enteado, filho de seu falecido marido e chamado Jacob (Jaden Smith, de À Procura da Felicidade).

Os extraterrestres vêm armados das piores intenções. Klaatu chega apenas para uma rápida missão "Arca de Noé". Ou seja, colecionar o máximo de espécies terráqueas em uma série de esferas espalhadas pelo mundo e encaminhar o extermínio da raça humana – que, para eles, já abusou do direito de estragar este planeta, um dos poucos com suporte para vida complexa.

Como no filme original, Klaatu também é ferido pelos disparos de tropas e vai parar num hospital, onde se reuniram os maiores cientistas para enfrentar a crise causada pela vinda dos extraterrestres. 

807707-5000-gaÉ lá que ele conhece as duas mulheres poderosas do filme, a cientista Helen Benson e a secretária da Defesa norte-americana, Regina Jackson (Kathy Bates) – que críticos nos EUA já descreveram como uma mistura entre a futura chanceler Hillary Clinton e a derrotada candidata à vice-presidência da chapa republicana, Sarah Palin.

Helen quer ajudar Klaatu e até fazê-lo mudar de idéia sobre a destruição da raça humana. Regina só pensa em enquadrá-lo à força, alegando que, em todo contato entre civilizações de nível de desenvolvimento diferente, a mais fraca é escravizada. E os mais fracos desta vez são os habitantes da Terra.

Astrobióloga que estuda as possibilidades da vida em outros planetas, Helen torna-se a aliada natural do alienígena quando este, ainda desajeitado em seu corpo humano, vira cobaia de laboratório. A secretária de Defesa decide que ele deve ser interrogado depois de ser injetado com uma droga desconhecida.

Contando com nada desprezíveis poderes de controle sobre os equipamentos da Terra, Klaatu continuará, porém, seu plano original de extinção do planeta. Curiosamente, mesmo sendo tão poderoso, ainda vai precisar novamente da humana Helen.

Contando com vários efeitos especiais simulando destruição, O Dia em que a Terra Parou está mais para um filme-catástrofe na linha Independence Day (1996) do que para uma ficção científica.

Seu aspecto mais incômodo, porém, está no uso excessivo do merchandising, como uma cena ambientada numa conhecida rede de fast-food, além da exibição ostensiva das logomarcas de um relógio, um carro e um fabricante de equipamentos eletrônicos.

Fonte: Terra – Cinema e DVD

No site do fime, é possível você o seu próprio poster personalizado, eu fiz o meu.

odiaemqueaterraparou

14
set
08

Dica de filme: Missão Babilônia.

Missão Babilônia (Babylon A.D.)

Elenco: Vin Diesel, Gérard Depardieu, Michelle Yeoh, Charlotte Rampling, Vincent Cassel, Melanie Thierry.

 

Direção: Mathieu Kassovitz

Gênero: Ação, Suspense

Distribuidora: Fox Film

Estréia: 19 de Setembro de 2008

Sinopse: Um matador de aluguel é contratado para transportar uma “encomenda” – uma garota inocente, criada num mosteiro – dos destroços de uma paisagem pós-apocalíptica no Leste Europeu para a agitada metrópole Nova York. Mas a tarefa está longe de ser um trabalho típico para esse mercenário durão, pois quando ele, a moça e seu temeroso guardião iniciam a viagem de 9.600 quilômetros, são ameaçados por uma seita religiosa que demonstra um especial interesse na jovem – que pode ter o segredo para a salvação da humanidade.

 

Curiosidades:

» O filme é inspirado no romance ‘Babylon Babies’, de Maurice Dantec

Trailer

Poster

Imagens do Filme

 




Páginas

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Blog Stats

  • 213,800 hits

mais acessados